Deu no Folha do Vale:Delegado esclarece que suposto abuso sexual foi em ala psiquiátrica de hospital e não no CAPS

Imagem inlustrada

Por Redação da Folha – Em contato por telefone com a redação da Folha, o delegado de Piancó, José Pereira, esclareceu que o suposto abuso sexual contra um paciente de 21 anos ocorreu no interior da ala psiquiátrica do hospital piancoense, que é gerido pelo estado, e não no CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), como foi divulgado inicialmente.

Ele vai ouvir funcionários do setor e aguarda resultado de exame sexológico feito na vítima

A ala psiquiátrica foi, de fato, instituída pelo CAPS no governo municipal de Flávia Galdino, mas passou ao controle do hospital Wenceslau Lopes antes da prefeita deixar a gestão, conforme a assessoria jurídica da Prefeitura. A princípio, o delegado achou que a ala ainda fizesse parte do Centro de Atenção Psicossocial, que é controlado pelo município, mas depois descobriu que agora integra o hospital, o que o motivou ao esclarecimento.

Conforme ainda dr. Pereira, o jovem vítima do suposto abuso sexual, que é da cidade de Boa Ventura e foi levado à delegacia por sua mãe, depois que o rapaz lhe revelou a violência sexual que teria sofrido por parte de um homem com uma faca dentro do banheiro da ala psiquiátrica, foi submetido a exame sexológico e o resultado deverá sair dentro de um mês. O delegado, que inclusive já esteve no local do suposto crime, informou ainda que vai ouvir todos os funcionários do estabelecimento de saúde mental de plantão no dia em que a vítima diz ter sido violentada, que foi na última quarta-feira, 6

Fonte: Folha do vale