Esposa de subtenente admitiu ao marido que tem um amante


O Tribuna do Ceará obteve fotos de Cristiane Coelho com o amante. Essas imagens estão sendo distribuídas como indício de que a mulher teria tentado matar a família

Se restava alguma dúvida sobre a possível separação entre Francilewdo Bezerra e Cristiane Coelho, que se acusam pela morte por envenenamento do filho Lewdo Ricardo, ela acabou após o primeiro encontro entre o casal desde o crime, cometido no dia 11 de novembro, em Fortaleza. Na acareação realizada nesta segunda-feira (22), no 16º Distrito Policial, no Bairro Dias Macedo, a mulher admitiu ao marido que possui um amante, na frente do delegado Wilder Brito, que investiga o caso.

O Tribuna do Ceará obteve fotos de Cristiane com o amante, a partir de vizinhos do casal. Essas fotos estão sendo distribuídas pelo Whatsapp, como um indício de que Cristiane teria tentado matar Francilewdo por envenenamento e também o filho, para incriminá-lo. Wilder Brito já sabia da existência das fotos há algumas semanas. “Ela disse na cara dele que tem um amante, pois já sabíamos das fotos. Fico surpreso é que essas fotos tenham vazado na internet”, comenta o delegado.

Em uma das imagens, Cristiane aparece com o amante durante a Copa do Mundo de 2014, realizada entre junho e julho. Em outra, aparece em casal com um grupo de amigos. Em uma terceira foto, supostamente publicada em 5 de dezembro, três semanas depois do crime, a mulher está beijando o mesmo homem. Os dois estavam aparentemente em um restaurante, bebendo cerveja.

"Ela disse na cara dele que tem um amante, pois já sabíamos das fotos. Fico surpreso é que essas fotos tenham vazado na internet". Wilder Brito, delegado.

Francisca Sena, amiga do subtenente que foi protestar contra Cristiane durante a reconstituição do crime, afirma que o homem chama-se Edilson Barros e moraria no Recife. Um grupo de vizinhos alegou que a esposa vem se envolvendo em brigas pelo Facebook, respondendo a provocações de quem acompanha o caso pela internet. De acordo com eles, teria sido a própria mulher a responsável pelo envio das imagens, na tentativa de demonstrar o quanto estaria bem.

Cristiane Renata Coelho no momento em que chega a casa, para a reconstituição do crime (FOTO: Renata Monte/Tribuna do Ceará)

Logo após a acareação, Francilewdo contou que não reconhece mais Cristiane. “Não foi fácil ficar de frente com uma pessoa que te acusa de um crime que você não cometeu. Essa pessoa que eu não conheço mais. Não é mais a mesma pessoa com quem casei. Assim dissimulada e mentirosa“, declarou.

Em 11 de novembro deste ano, um dos filhos autistas do casal, Lewdo Ricado, de 9 anos, foi envenenado com chumbinho (veneno para rato). A criança não resistiu. Já Francilewdo passou um mês internado no Hospital do Exército, em Fortaleza, tendo estado em coma.

Caso o subtenente morresse, Cristiane receberia quantia de R$ 153 mil pelo seguro de vida. Lewdinho, como era chamado o filho mais velho do casal, também tinha seguro. Francilewdo diz que agora teme pela vida do filho mais novo, de 5 anos, também autista. O garoto está morando no Recife, junto com Cristiane.

Fonte: Tribuna do Ceará