As imagens mais marcantes do massacre da polícia contra indígenas em Brasília

Durante protesto pela volta da demarcação de terras, muitos indígenas, vulneráveis, precisaram ser socorridos após caírem em meio a bombas lançadas pela PM. Imagens revelam os momentos mais críticos

A Polícia Militar do Distrito Federal (PM-DF) usou bombas de efeito moral e gás de pimenta para impedir que uma manifestação indígena se aproximasse do prédio do Congresso Nacional.

Cerca de dois mil índios de diferentes etnias realizaram uma grande marcha nesta terça-feira (25) na Esplanada dos Ministérios.

A manifestação ocorria pacificamente, quando foram atacados pela PM. Às bombas dos policiais, os índios responderam com flechas.

Mais vulneráveis, alguns indígenas ficaram feridos. Não houve registro oficial de ocorrência entre os policiais.

Apoiados por movimentos sociais, os indígenas carregavam caixões para protestar contra as centenas de assassinatos ocorridos nos últimos anos, e para pressionar pela demarcação imediata das terras.

Eles também são contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 215, que pretende transferir a competência das demarcações e titulações de terras indígenas e quilombolas do Executivo para o Legislativo.

Desde segunda-feira (24), são milhares de índios reunidos na capital federal, onde participam do Acampamento Terra Livre, a maior mobilização dos últimos tempos. Eles denunciam a maior ofensiva contra os direitos indígenas nos últimos trinta anos.

Confira, abaixo, algumas imagens que mostram o confronto de indígenas contra a PM e a Polícia Legislativa. Alguns manifestantes tiveram de ser socorridos depois de caírem em meio a bombas.


[Imagem acima: Mídia Ninja]


Brasília – Índios fazem manifestação na Esplanada dos Ministérios (Wilson Dias/Agência Brasil)


Do Pragmatismopolitico.com.br