Greve Geral: Agência do Banco do Brasil é protegida por tapumes em João Pessoa

Do Paraíba Já

As agências do Banco do Brasil do Centro de João Pessoa já estão sendo fechadas, na noite desta quinta-feira (27) com tapumes por causa da greve geral, que acontecerá nesta sexta-feira (28). As imagens abaixo mostram a agência da praça 1817 sendo interditada.

A greve geral desta sexta-feira (28) é contra a terceirização, as reformas trabalhista e previdenciária, a reestruturação e o desmonte dos bancos públicos.

Nesta sexta-feira, Dia Nacional de Paralisação, as centrais sindicais prometem reunir nas ruas de João Pessoa mais de três mil trabalhadores contra as reformas da Previdência e trabalhista. De acordo com informações da Central Única dos Trabalhadores da Paraíba (CUT), a previsão é que os ônibus não funcionem, mas o movimento já tem adesão de diversas categorias como bancários, ferroviários, carteiros, professores e servidores da Universidade Federal da Paraíba e professores das escolas públicas, além de diversas outras categorias.

“Todos vão às ruas esclarecer a população sobre o maior ataque à classe trabalhadora”, disse o presidente da CUT, Paulo Marcelo.

Segundo ele, a paralisação dos transportes públicos está sendo negociada com o sindicato dos motoristas e que até amanhã sairá a decisão. Ele enfatizou que os trabalhadores do campo e de diversas cidades da Paraíba também vão parar suas atividades hoje. Em João Pessoa, o ato público será realizado a partir das 14h, no Ponto Cem Reis.

Bancários
Os bancários decidiram aderir ao movimento convocado pelas centrais sindicais, federações, a Frente Brasil Popular e a Frente Povo sem Medo através de assembleia realizada no último dia 19. A greve geral desta sexta-feira é contra a terceirização, as reformas trabalhista e previdenciária, a reestruturação e o desmonte dos bancos públicos.

Conforme as centrais sindicais, as pessoas podem participar do Dia de Paralisação não indo a supermercados, padarias, não indo a shoppings, não comprando móveis ou eletroeletrônicos, não indo a lotéricas, academias ou mesmo escolas ou faculdades.

A recomendação é que as pessoas contribuam para o sucesso do movimento, uma vez que a aposentadoria e as garantias trabalhistas poderão ser cortadas de uma vez por todas. “A hora é de mostrarmos resistência a todas essas reformas”, disse Paulo Marcelo.

Igreja Católica
Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz, que toma posse no próximo dia 20, às 16h30, no Ginásio Ronaldão em João Pessoa, como o 7º arcebispo metropolitano da Paraíba, convocou a população para participar nesta sexta-feira das manifestações contra a reforma da Previdência. O objetivo é alertar o Governo Federal que nem a Igreja é a favor da reforma e conclama todos a demonstrarem seu descontentamento. As informações são do jornal A União.

Ferroviários já confirmaram paralisação

O sistema de trens da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) na Grande João Pessoa não funcionará nesta sexta-feira (28). A paralisação das atividades foi confirmada pelo sindicato dos trabalhadores, que decidiu aderir à greve geral nacional contra as reformas da Previdência e trabalhista propostas pelo governo do presidente Michel Temer (PMDB).

A mobilização em todo o País promete afetar serviços essenciais para a população, como o transporte urbano. Também vai ficar difícil voar nesta sexta-feira. Os aeroviários de todo o país aderiram à paralisação e prometeram cruzar os braços nos principais aeroportos brasileiros.

A adesão dos trabalhadores da CBTU foi decidida durante assembleia geral extraordinária. Confira abaixo nota distribuída pela categoria ferroviária da CBTU.

Em face das últimas medidas políticas tomadas pelo Governo Federal como reformas trabalhistas, previdenciária e o projeto da lei da terceirização, a categoria ferroviária da CBTU, lotados na Superintendência de João Pessoa, realizou assembleia geral extraordinária, na qual decidiu pela paralisação das circulação dos trens durante todo o dia 28 de abril de 2017, aderindo assim à Greve Geral em nível nacional das diversas categorias a ser realizada nessa mesma data.

Atenciosamente,

A Direção.