Trabalhadores dos Correios aderem à greve e cruzam os braços também em Patos

Os trabalhadores dos Correios decidiram em assembleia geral realizada na noite desta quarta-feira, dia 26, aderir a greve geral por tempo indeterminado da categoria. A assembleia foi organizada pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Correios e Telégrafos da Paraíba (SINTECT-PB).

Na manhã desta quinta-feira, dia 27, os trabalhadores dos Correios na cidade de Patos fizeram piquete na porta da agência central. A partir deste sexta-feira, os trabalhadores querem fechar as portas da agencia por tempo indeterminado diante de adesão nacional dos trabalhadores contra as reformas encaminhadas pelo presidente Michel Temer (PMDB), bem como para tentar barrar medidas específicas em desfavor dos trabalhadores dos Correios.

Carlos Viana, diretor regional do SINTECT-PB, falou em entrevista que a greve é para tentar barrar as reformas da previdência e trabalhista do Governo Federal e também para denunciar ataques aos Correios realizadas pelo próprio Governo e pelo Ministro das Comunicações Gilberto Kassab, que anunciou cortes em direitos, demissão de funcionários dos Correios e fechamento de agências por todo o país.

“Os Correios, no ano de 2016, teve um lucro de Vinte Bilhões de Reais, então falar de prejuízo é falso. Estão querendo demitir cerca de vinte e cinco mil trabalhadores! Não vamos permitir ataques aos nossos direitos. O movimento tende a crescer em todo o estado da Paraíba. Em todo o país a adesão tá forte!”, relatou Viana.

Jozivan Antero – Patosonline.com

OUÇA entrevista com Carlos Viana ao jornalista Adilton Dias: