INCONFORMADOS

Piancó-PB - Enquanto os candidatos derrotados já aceitaram e em momento algum fizeram uso de suas redes sociais ou da imprensa para reclamar ou denegrir a vitória do prefeito Daniel Galdino, eleitores inconformados prosseguem no uso das línguas de espada e dos dedos de metralhadora nos teclados a dispararem maus augúrios para o novo governo de Piancó. Aprender a perder e perder ensina muito, é o que alguns, urgente precisam. É de praxe dar um tempo aos que vão entrar a contar da posse. Seis meses por exemplo é um bom tempo para se sentir as primeiras tomadas de ação. Já escrevemos sobre isso e de novo agora, na esperança de ver cabeças de prego passarem a ser de parafuso. Este se aperta, mas dá voltas e sai do lugar. O outro leva porrada na cabeça e fica na mesma posição para sempre. Se depois de 6 meses o distinto cidadão não achar legal, fale com respeito o que incomoda e as chances de ser ouvido serão maiores. É um direito lutar pelo justo. Mas torcer para o novo prefeito e sua equipe se darem mal é torcer contra si mesmo. Porque se tudo der errado, um município onde o maior empregador é a Prefeitura, vai se repetir o que está acontecendo com outros centros. Desemprego. Em seguida quebradeira das empresas nas quais os desempregados agora não poderão mais comprar. O efeito dominó explica o resto. Ruim para empresários, mesmo não sendo fornecedores do Poder Público. Ruim para todo mundo. Só mesmo o rancor para explicar o comportamento de quem continua atacando. Usar a sabedoria no lugar da mágoa é muito melhor para a pessoa, família, cidade, estado e nação. Porque quem joga luz ganha mais claridade em volta e caminha seguro. Quem joga lama por mais que se pense protegido vai se respingar.