Prefeitura de Piancó publica Nota de Esclarecimento sobre o SAMU 192.


A Secretaria Municipal de Saúde de Piancó, devido a falsa polêmica proposta em um blog da nossa região acerca de irregularidades encontradas no SAMU 192, vem a público fazer os seguintes esclarecimentos:

1. O SAMU 192 do Município de Piancó foi em habilitado pela Portaria 2.569, de 29 de outubro de 2008 e inaugurado em 11 de novembro daquele ano. Na época, a Paraíba inteira era praticamente um vazio assistencial no que diz respeito aos serviços do SAMU, que foi criado pelo Ministério da Saúde em 2003. Fomos habilitados, inicialmente, com 2 (duas) Equipes de Suporte Básico (USB), 1 (uma) Equipe de Suporte Avançado (USA - UTI); e uma Central de Regulação. Vale salientar que, na Paraíba de 2008, apenas as Centrais de Regulação de Campina Grande e João Pessoa receberam repasses do Ministério da Saúde embora existissem as centrais de Patos, Sousa e Piancó, portanto, se revestiu e se reveste de enorme importância o SAMU em nossa região. Esse relato é importante para que possamos resgatar a história de quem de fato defende o Sistema Único de Saúde e que sempre se colocou à frente dos desafios de sua implementação, sobretudo no que diz respeito ao SAMU. Pois bem, o atual grupo político/administrativo, que conduz os destinos da administração pública de Piancó por meio da escolha majoritária de seu povo é o mesmo grupo que realizou essa obra gigantesca de inauguração de um SAMU no Alto Sertão da Paraíba.

2. Ao assumirmos a gestão municipal de Piancó, em 01 de janeiro de 2017, portanto, há apenas 6 (seis) meses, encontramos a seguinte situação em nosso SAMU:
1. Das 5 (cinco) ambulâncias existentes apenas 1 (uma) estava em funcionamento, mesmo assim em situação precária;
2. Das 2 (duas) motolâncias existentes apenas 1 (uma) estava em funcionamento, mesmo assim em situação precária;

3. A Central de Regulação, cuja sede inaugurada em 2008 era exemplo e modelo para todo o país, se encontrava em situação de calamidade, com licença da Anatel vencida desde 2012, sem equipamentos portáteis de comunicação para os condutores, computadores e telefones quebrados, falta de medicamentos e materiais diversos, falta de pagamento dos salários na data correta e descontos irregulares, além de haver a interdição da atividade de enfermagem pelo COREN-PB o que, de fato, fechou o SAMU, pois não se concebe o seu funcionamento sem o trabalho desses imprescindíveis profissionais. Interessante que o blog ora denunciante não tenha se manifestado à época e só agora pretenda se colocar como vigilante.

4. Ao nos depararmos com esse quadro dantesco, nos colocamos, imediatamente, no propósito de resolvermos a situação calamitosa e não de meramente denunciarmos a gestão anterior pela irresponsabilidade fática encontrada, pois, como diria o poeta Belchior, “Amar e mudar as coisas me interessa mais”.

5. Procedemos ao pagamento das equipes, sem descontos irregulares, iniciamos a recuperação das ambulâncias (atualmente, das cinco existentes, temos quatro em funcionamento) e as duas motolâncias foram consertadas, resolvemos a questão de medicamentos e materiais e adequamos, minimamente, a Central de Regulação para que pudessemos tocar o trabalho até a sua solução definitiva. No tocante à Central de Regulação, resolvemos, após avaliação de nossa equipe, mudarmos a sede para o prédio da Secretaria de Agricultura onde teremos condições muito semelhantes às que tínhamos quando da inauguração de nossa sede em novembro de 2008. Assim, voltaremos a ser referência estadual e nacional em qualidade do SAMU. Ressaltamos que isso deve ocorrer em menos de um ano de mandato, ou seja, tudo que foi destruído em 4 (quatro) anos de gestão irresponsável, no que se refere ao SAMU, será recuperado em apenas 8 (oito) meses.

6. Informamos ainda, que o Secretário Municipal de Saúde de Piancó, Dr. Antônio Leite Neto, solicitará do Ministério da Saúde autorização para adesão à Ata de Registro de Preços nº 04/2017 – Pregão Eletrônico – SRP nº 66/2016, para compra de uma ambulância nova destinada ao SAMU, Marca/Modelo MB Sprinter 415, adaptada para ambulância do SAMU, no valor de R$ 176.286,00 (cento e setenta e seis mil duzentos e oitenta e seis reais). Essa compra nos trará maior tranquilidade para garantirmos um serviço de melhor qualidade à nossa população.

7. Por fim, a gestão municipal realizará novas capacitações para a nossa equipe de profissionais, não apenas do SAMU, mas, de todos os programas implantados em nossa cidade, e, no que concerne ao SAMU, serão realizadas capacitações em atendimento pré-hospitalar e trauma com o objetivo de qualificar a atenção, discutir avaliação e atendimento das principais urgências e emergências traumáticas com foco nas colisões automobilísticas, seguindo protocolos mundialmente aplicados, como o PHTLS e ATLS. Cinemática do trauma, avaliação inicial, técnicas de resgate, imobilização e transporte, além de oficinas na área de atendimento clínico, tudo isso dentro da ótica de Educação Permanente, ou seja, essas capacitações serão realizadas anualmente pelo Núcleo de Educação Permanente da Área da Urgência de Piancó.

Dessa forma, tranquilizamos a população de Piancó e de toda a região de abrangência do nosso SAMU 192 Regional, que impacta a assistência à urgência em 26 (vinte e seis) municípios paraibanos, sendo 19 (dezenove) do Vale do Piancó e 7 (sete) da Região de Princesa Isabel, em uma área territorial equivalente a 15% (quinze por cento) do território paraibano, e garantimos que não haverá, sob nenhuma hipótese, a suspensão das atividades.

Contrariamente ao que seria o desejo de alguns que pregam o quanto pior melhor, e que jamais se manifestaram contra os desmandos largamente cometidos pela gestão anterior (como podemos reconhecer no blog em questão), que, de fato, buscou destruir o nosso SAMU, nossa meta é qualificar e ampliar o atendimento à nossa população. Para tanto, iniciamos, desde primeiro de janeiro de 2017 o trabalho para consecução desse objetivo, que é de todos nós, administração e povo piancoense.

Daniel Galdino
PREFEITO DE PIANCÓ