Vereador que não aceita receber críticas da imprensa e da população, deve deixar vida a pública

SE NÃO QUER SER CRITICADO SAI DA VIDA PÚBLICA OU COLONIZA UMA ILHA INABITADA E INSTAURA UMA DITADURA...

O homem público pela natureza de suas funções está sujeito tanto a críticas quanto a elogios em um estado democrático de direito e com liberdade de expressão garantida em sua carta magna...


O vereador é um agente político, eleito para sua função pelo voto direto e secreto da população. Ele trabalha no Poder Legislativo da esfera municipal da federação brasileira (o Brasil é uma federação composta por três esferas de poder: União, Estados e Municípios). Assim, o vereador tem um papel equivalente ao que deputados e senadores possuem nas esferas mais amplas (Estados e União).

Como integrante do Poder Legislativo municipal, o vereador tem como função primordial representar os interesses da população perante o poder público. Esse é (ou pelo menos deveria ser) o objetivo final de uma pessoa escolhida como representante do povo.

A Câmara de Vereadores é considerada a mais aberta e democrática dos poderes locais, em face de ser composta por membros das mais variadas ideologias, cabendo-lhe proporcionar condições para que a sociedade a ela recorra na busca de seus direitos.

Lamentavelmente todos que se opõe ou denunciam, de alguma forma, as falhas do sistema e do Poder Legislativo, sofrem com o corporativismo. Alguns parlamentares confundem o órgão que eles representam e que se opera através deles. O Poder s não pertence a eles, mas sim a todos os munícipes. Esse fato ocorre porque o Poder Legislativo, em certa medida, não têm realizado de forma adequada o embate de idéias, tão necessário à democracia.