TSE deve negar pedido do MBL contra Lula

Foto: autor desconhecido.
O pedido apresentado na última sexta-feira pelo Movimento Brasil Livre (MBL) para que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) declare o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva inelegível não deverá avançar junto a Justiça Eleitoral. Segundo o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, a tendência é que a ministra do TSE Rosa Weber negue o pedido pelo fato de que ainda sequer houve o registro da candidatura de Lula pelo PT.

Na ação, além de pedir a inelegibilidade de Lula, os dirigentes do MBL Kim Kataguiri e Rubens Nunes também querem que até mesmo a citação do nome de Lula seja proibida nas pesquisas eleitorais e que o ex-presidente também seja proibido de participar de atos de campanha. Para a defesa de Lula, não se pode impedir previamente registro de candidatura porque cabe à Justiça Eleitoral analisar cada caso individualmente.

Além disso, o documento da defesa afirma que os coordenadores do MBL não têm legitimidade para fazer o pedido porque, por lei, somente outro candidato, partido, coligação e Ministério Público podem questionar candidaturas.

Fonte WSCOM

Twitter